Leveiros


Fabrício Brandão
– graduado em Comunicação Social pela UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), deixou-se enveredar pelo ofício de editor cultural nos últimos anos. Natural de Ilhéus (Bahia), tem uma profunda e misteriosa relação com a palavra escrita, além de um amor táctil e espiritual pelos livros, fato que o desloca a lugares invisíveis com alguma frequência. Amante da sétima arte, teve a felicidade de engajar-se em projetos de exibição de filmes, a exemplo do Cinema BR em Movimento. Alguns de seus versos estão dispersos pela coletânea Diálogos – Novo Panorama da Poesia Grapiúna (Ed. Via Litterarum/Editus – 2010 – 2ª edição). Na categoria conto, integrou a coletânea Traços Tortos (Contos & Crônicas), publicada em 2015 pela Editora Mondrongo. Morou em quase todas as regiões do país, mas desconfia que sua sina não respeita endereço fixo.

 

Leila Lopes de Andrade — mineira, graduada em Letras Vernáculas pela UFBA (Universidade Federal da Bahia) e Comunicação Social – Produção Editorial (Faculdade Hélio Rocha) em Salvador (Bahia). Foi professora do Colégio Militar de Salvador e militar do Exército, durante sete anos. Vive hoje em Ilhéus (Bahia), é fotógrafa por paixão: imagens despertam poesia. Trilha alguns dos muitos caminhos da literatura ao construir, junto ao Fabrício Brandão, as levas mensais da Revista Diversos Afins.